Nobilíssima visão

Autor: Mário Cesariny

visao.jpg

Reli e gostei, mesmo nos anos 40-50 havia escritores portugueses visionários, desde o título primoroso, a variedade de registos do sentir e passar para o papel as suas sensações com surrealismo, humor, malefiquismo sempre presentes…evocando a personagem edemónia de Álvaro de Campos, apresentando tons teatrais e mais o «Heroí é o meu nome»…Fundador dócil e voraz como o animal de uma Radicallíssima revolução que provocou uma «implosão» em Portugal no meio artístico-sociológico, como aliás não coíbe o poeta e pintor de referir.

Sofia Sousa, 30 anos, Funcionária da C.M.O.

ver este título no catálogo da biblioteca

entrada nº 0016

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: