Vendedor de passados

Quinta-feira, 4 Janeiro, 2007

Autor: José Eduardo Agualusa

vendedor.jpg

Através de uma ideia perigosamente arriscada, cativante e extravagante, somos genialmente conduzidos ao longo desta narrativa pelas palavras de uma osga. Surge-nos um enredo que mais não é uma crítica política e social à emergente sociedade urbana de Angola. Félix Ventura é um genealogista cuja função é a de inventar genealogias de luxo aos novos ricos angolanos, que o que têm em dinheiro e poder não o têm em passados felizes e consistentes. Este romance é também uma reflexão sobre os truques da memória e suas verdades ou não-verdades; a construção do passado e a importância de mantermos a autonomia da nossa própria identidade.

Paula Alexandra Silva, 28 anos, Socióloga

ver este título no catálogo da biblioteca

entrada nº 0029